A natureza do sal transportador dita à molécula o local preferido de libertação do mineral.

Inspirado pelos trabalhos do doutor Hans Nieper e com uma sólida experiência no domínio da nutrição e da fitoterapia, o Laboratório Bio-Life é desde 1991 pioneiro neste sector, particularmente pela utilização de sais transportadores fisiológicos. Hoje é uma referência absoluta em suplementos alimentares naturais de qualidade superior, em parte por veicularem os seus componentes moleculares a diferentes sais transportadores que têm por função facilitar a penetração e a assimilação dos minerais no seio da interface nutricional: as membranas celulares.

Laboratório Bio-Life, Bélgica

Os transportadores fisiológicos são moléculas utilizadas pelo organismo para funções metabólicas (como intermediários fisiológicos e bioquímicos), as quais, associadas a minerais, criam uma sinergia que os tornam mais eficientes. Em função das suas propriedades, os transportadores fisiológicos libertam compostos no local ideal e, desse modo, garantem a assimilação ideal. Isso ocorre porque o mineral penetra no coração da célula, em vez de permanecer à sua superfície, como costuma acontecer.
Vantagens: Biodisponibilidade ótima • Inocuidade • Estabilidade ao longo das várias reações químicas no organismo (metabolismo) • Resistem à passagem pelo estômago • Não competem com outros sais • Pesos moleculares muito baixos • São muito melhor assimilados que um “quelato” comum • 100% compatíveis com regimes vegetarianos.

Bisglicinatos
Os sais de bisglicinato têm uma alta taxa de reabsorção e são altamente valorizados para o “transporte” de magnésio, ferro, manganês e cobre. Os bisglicinatos Be-Life, de origem vegetal, são derivados de um aminoácido proteinogénico muito presente no organismo: a glicina. A glicina é um aminoácido apolar usado na síntese de proteínas e neurotransmissores. É também usada durante a síntese de colagénio (proteína importante especialmente para a cartilagem), glutationa e creatina. Igualmente necessária para formar DNA e RNA, tem ainda uma ação sobre a glicemia. Os sais de bisglicinato são caraterizados pela sua excelente absorção, por serem eletricamente neutros, o que os torna insensíveis à acidez estomacal. Além disso, o seu baixo peso molecular, inferior a 800 daltons, permite que sejam facilmente absorvidos no intestino. Finalmente, esta forma não tem efeitos colaterais no microbioma, como prisão de ventre (com ferro) ou diarreia (com magnésio).
Pidolatos
Como os bisglicinatos, os pidolatos têm baixo peso molecular e solubilidade independente da acidez. São os transportadores privilegiados do cálcio, zinco e manganês e estão muito presentes no mundo vegetal. Os pidolatos Be-Life são compostos da forma iónica do ácido pirrolidona carboxílico (APC ou PCA em inglês), que intervém em numerosos processos biológicos, e de um mineral na forma catiónica (cálcio, zinco ou manganês). A molécula resultante dessa associação é eletricamente neutra. Independentemente do mineral a que está associado, o APC é um precursor do colagénio naturalmente presente no corpo. É reconhecido como um agente que permite à epiderme reter a sua resistência mecânica e o equilíbrio hídrico. Presente na maior parte dos tecidos, desempenha ainda um papel antioxidante e promove o transporte de certos aminoácidos. É também um precursor do GABA (ácido γ-aminobutírico) e é essencial para o bom funcionamento do sistema gastrointestinal.
Picolinatos
Os sais de picolinato eletricamente neutros são reconhecidos pela excelente absorção de cromo trivalente e zinco pelo corpo, sem perturbar a flora intestinal. Os picolinatos Be-Life são sais orgânicos reconhecidos pelo nosso metabolismo: o ácido picolínico é sintetizado a partir de um aminoácido essencial: o triptofano. É secretado pelo pâncreas durante a digestão.
Citratos
Os citratos de potássio e magnésio Be-Life são sais orgânicos derivados do ácido cítrico encontrado nas frutas. Os citratos estão envolvidos na síntese dos ácidos gordos e nas reações que fornecem energia às células (intermediários no ciclo de Krebs). Além disso, a forma de citrato tem um importante papel regulador do pH. Essas moléculas representam uma fonte de potássio ou magnésio assimilável pelo organismo.
Glicerofosfato
O glicerofosfato de magnésio Be-Life é um sal orgânico solúvel em água com um pH de 7,8 (ligeiramente básico). É uma fonte elevada de magnésio (12,4%) em comparação com outros sais, como lactato ou ascorbato de Mg. O seu anfifílico (lipofílico e hidrofílico), aliado ao baixo peso molecular, permite-lhe entrar facilmente em diferentes tipos de tecidos, bem como passar facilmente pela barreira intestinal. É um sal biodisponível e bem tolerado pelo organismo (sem efeito laxante). A parte do glicerofosfato iónico permite melhorar a penetração do catião Mg++ nas células e tem também interesse nutricional. O seu anião é, de facto, uma fonte de fósforo e, além disso, um precursor da síntese de fosfolipídios (constituintes das membranas celulares).
Acetiltaurinato
O N-acetiltaurinato de magnésio (N-ATA-Mg) Be-Life é uma fonte de magnésio que contem taurina (um derivado do aminoácido sulfúrico) e um grupo N-acetil, uma molécula que ocorre naturalmente no corpo humano como um metabólito. Esta forma de magnésio é biodisponível por possuir uma parte lipofílica que facilita sua passagem, principalmente pela membrana fosfolipídica das células neuronais. É também solúvel em água, o que o torna uma molécula anfifílica. Tem a vantagem de não causar efeitos colaterais no sistema digestivo. É um neurotransmissor capaz de inibir a hiperatividade neuronal (enxaquecas, dores de cabeça, convulsões, distúrbios do ritmo cardíaco, etc.). Inibe o ácido cainico (um neurotransmissor), bem como o ácido glutâmico, pois devido à semelhança da sua estrutura pode ligar-se aos seus recetores. Este composto também possui propriedades cito-vasculoprotetoras. A (L-) taurina, por si só, é um antioxidante que atua principalmente como regulador da atividade elétrica do coração e do cérebro. Encontra-se principalmente no fígado e na bílis e participa no metabolismo energético.
Selenometionina
A L-selenometionina Be-Life é a forma natural mais interessante de selénio para a suplementação nutricional. É ainda mais interessante porque não ser sintetizado pelo corpo humano. Na presença de uma cultura de leveduras Saccharomyces cerevisiae, o selénio elementar é transformado nesta forma, a selenometionina, que é particularmente bem tolerada pelo organismo. Este processo garante, portanto, a ausência de sais inorgânicos de selénio ou formas pró-oxidantes.

Laboratório Bio-Life
Laboratório Bio-Life

Os produtos com transportadores fisiológicos Be-Life, do Laboratório Bio-Life, não utilizam quaisquer excipientes e são livres de quaisquer aditivos. São sem glúten, sem amido, sem lactose, sem açúcar, sem sal, sem nanopartículas, sem dióxido de titânio e compatíveis com regimes veganos ou vegetarianos. As suas (novas) embalagens são 100% compostáveis ou biodegradáveis. O Laboratório Bio-Life tem uma ética ambiental muito séria, utilizando apenas energias renováveis nas suas instalações concebidas para reduzir ao mínimo o consumo de energia.




Formulário de Contacto


    Partilhar: